Merenda da rede municipal de ensino passa por avaliação nutricional e qualidade antes de chegar até as escolas

O processo é realizado pelo Departamento de Alimentação Escolar da Secretaria de Educação e Cultura.

04/05/2022 08H55

foto: reprodução/Assessoria/Secom

Todos os produtos consumidos pelos mais de 17 mil alunos da rede municipal de ensino, que incluem Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIS), Escolas em tempo parcial e integral, passam por avaliação de qualidade e nutricional antes de chegar até uma das unidades de Guarapuava. O processo é realizado pelo Departamento de Alimentação Escolar da Secretaria de Educação e Cultura. 

 

“São inúmeras pessoas pensando em levar o melhor para dentro das escolas, para melhorar a qualidade de ensino por meio da alimentação. Todos trabalham para melhorar a saúde das nossas crianças e também há aquele cuidado especial para termos esse produto final que é maravilhoso, que tem sabor”, destacou o secretário, Pablo de Almeida. 

 

A preocupação com a qualidade dos produtos inicia desde a compra dos alimentos, pensando diretamente na logística e produção das merendas nas unidades. Para a coordenadora do departamento, Andreia Turkot, o cuidado com a qualidade dos alimentos é uma prioridade, pois são realizados testes para avaliar, desde o tempo de cozimento, até o sabor do produto que os alunos irão consumir diariamente de segunda a sexta-feira. 

 

“Quando a gente faz um processo de licitação, a gente já coloca que precisamos de uma amostra para fazer a prova, para ver se bate com a qualidade que a gente espera.  De repente, no pacote é bonito, mas demora muito para cozinhar. Isso vai atrapalhar todo o trabalho das merendeiras tanto de escolas, quanto de CMEI. Então, a gente tem que fazer a prova para ver se o produto está de acordo mesmo para ser utilizado dentro das unidades”, explicou.

 

Os cardápios são preparados por nutricionistas, seguindo as especificações do Programa de Alimentação Escolar (PNAE), que selecionam os produtos de acordo com a indicação para cada faixa etária. São frutas, legumes, proteínas, dentre outros alimentos ricos em vitaminas, fibras, e demais nutrientes, que contribuem para o melhor desenvolvimento das crianças na Rede Municipal de Ensino.

 

“Fazemos os cardápios de quatro semanas e sempre que possível estamos indo até as unidades, conversando com as merendeiras, vendo a aceitação dos alunos e  sempre fazendo os ajustes necessários. Buscamos também, trazer novidades, pensando na viabilidade dos preparos, nas questões nutricionais e de organização” enfatizou a nutricionista responsável pelo cardápio dos CMEIS, Thaísa Maciel. 

 

Além do cuidado com os produtos e segmentações escolares, às nutricionistas do departamento, simultaneamente, preparam dietas especiais para alunos com necessidades alimentares. Para a nutricionista Simone Conrado, essa preocupação do município é de extrema importância para o desenvolvimento dos alunos.

 

“Esse cuidado nutricional é fundamental para o processo de crescimento das crianças, até mesmo para o processo de aprendizado. Bem alimentadas, elas têm mais capacidade de aprender, de concentração e também de crescer com saúde”, destacou a nutricionista responsável pela dieta das escolas.

Veja Mais