Alunos do Centro de Artes Labayadère recebem avaliação internacional

O Centro de Artes La Bayadere foi a primeira escola a receber o Diretor em 2022, e em sua fala Laurence Kaplan ressaltou que pela linda apresentação da escola, já valeu sua vinda de Nova York

16/05/2022 14H50

foto: reprodução/Assessoria

Na última sexta feira, 13 de maio de 2022, o Centro de Artes La Bayadere teve a honra de receber a visita do Diretor do American Academy Ballet - ABB de Nova York, na ocasião sua vinda foi para avaliar os alunos dentro do programa Performance Awards, que é realizado nas melhores escolas do mundo.

A professora Marianna Zacharias do Rio de Janeiro, representante do AAB no Brasil, acompanhou o evento que aconteceu no Auditório Francisco Contini – Unicentro.

Os bailarinos se apresentaram dentro do programa criado pela grande bailarina Mignon Furmann.  Ao final do evento os bailarinos foram premiados com medalhas e distinções e também receberam o certificado Internacional de enquadramento dentro de sua técnica.

Foi uma noite espetacular para todos os bailarinos que tiveram seu melhor êxito diante de avaliadores internacionais e para suas famílias que acompanharam com alegria e orgulho toda a apresentação.


Dentre todos os bailarinos que foram avaliados três são integrantes do Projeto Marina Karam Primak de Apoio à Cultura e receberam bolsas por suas excelentes performances e técnica, sendo que o bailarino Lenon recebeu a medalha de ouro com distinção.

O Centro de Artes La Bayadere foi a primeira escola a receber o Diretor em 2022, e em sua fala Laurence Kaplan ressaltou que pela linda apresentação da escola, já valeu sua vinda de Nova York, afirmou também que os bailarinos estão corretamente instruídos por seus professores equivalendo sua técnica ao nível mundial.


Para encerrar a noite com chave de ouro, 7 (sete) bailarinos receberam bolsas pelo seu belíssimo desempenho para o Summer que acontecerá em 2023 em Nova York. Mais uma conquista para os bailarinos do Centro de Artes La Bayadere, que agora além de Miami – EUA, Paris e Londres, também alcançaram os palcos de Nova York.

Veja Mais