Fux proíbe Lula de dar entrevistas até decisão do plenário do STF

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Atualizado: 28/09/2018 23.50

O vice-presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux, suspendeu os efeitos da decisão proferida nesta sexta-feira pelo ministro Ricardo Lewandowski que autorizava o jornal Folha de S.Paulo a entrevistar o ex-presidente Lula, preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba (PR).

Ao decidir uma Suspensão de Liminar (SL 1178), protocolada pelo Partido Novo contra a decisão de Lewandowski, Fux determinou que Lula não conceda entrevistas até que o plenário do Supremo julgue o mérito desta ação, o que não tem data para ocorrer.

Será a primeira vez que o ex-presidente fala à imprensa após cumprir mandado de prisão, em abril

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski autorizou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a conceder uma entrevista ao jornal Folha de S. Paulo. A informação é do portal Jota e foi confirmada pela agência Reuters nesta sexta feira (28 de setembro).

A decisão do ministro é a primeira do STF favorável ao ex-presidente, proibido de dar entrevistas desde que cumpre mandado de prisão expedido por Sergio Moro. Lula está no prédio da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, desde 7 de abril.

Na tarde de ontem (27), Lewandowski também liberou para julgamento no plenário do STF os embargos do recurso no habeas corpus de Lula, negado em abril pela Corte.

 

« Secretaria de Finanças realiza prestação de contas e apresenta a LOA para 2019

Cristina Silvestri participa de ação no Calçadão da XV »

Deixe seu comentário:

Nome

E-Mail

Comentários